segunda-feira, 31 de julho de 2017

Datas Auspiciosas do mês de Agosto de 2017


Aspectos Gerais:
Os Adityas responsáveis por esta estação, Hemanta (Inverno), são: Pushan – que representa a confiança entre os homens, assim como o senso de segurança. Está relacionado ao cuidado em prover a alimentação e as necessidades básicas; e Shakra – A confiança na providencia divina, ou seja, a determinação e disciplina para realizar cada rito e cada atividade a seu tempo.

Os Adityas são a personificação dos conceitos morais e éticos, nascidos da Grande Deusa Aditi. Eles são 12 ao todo, sempre em pares, um rege a inter-relação entre os homens e o outro rege a relação entre os homens e as formas da Divindade. Eles nos sugerem as virtudes que deveríamos cultivar no período.

Teremos dois grandes festivais neste mês de Agosto - no dia 15 teremos o Janmashtami onde celebramos as formas do Senhor Vishnu e o fim do calendário litúrgico. Os mil nomes de Vishnu são recitados nos ritos fúnebres e ao final de cada ciclo. No dia 24 inicia-se um novo ano litúrgico com o Ganesha Chaturthi, o festival do Senhor Ganesha.
Segundo a Astrologia Védica, este mês teremos Shani Deva (o planeta Saturno) estacionário no signo de Escorpião. Este aspecto acontecerá no dia 25. Recomenda-se a recitação do Mantra adequado. Duvidas ? entre em contato com o Rudra - rudrananda@kaulatantra.org


Para o seu bem-estar e prosperidade: 



विष्णुः शिवोगणेशोर्कोदुर्गा पञ्चैवदेवताः  ।
आराध्याः सिद्धिकामेन तत्तन्मन्त्रैर्यथो दितम्  ॥ १०२  ॥
viṣṇuḥ śivogaṇeśorkodurgā pañcaivadevatāḥ   |
ārādhyāḥ siddhikāmena tattanmantrairyatho ditam   || 102   ||
“ O Senhor Vishnu, Shiva, Ganesha, Surya Deva e a Deusa são as cinco Deidades que, quando propiciadas através dos Mantras, garantem a realização de todos os desejos. “
Mantra MahoDadhi, capitulo I, verso 102

Existem dias que são especiais para a realização de disciplinas espirituais pois neles acontecem momentos astrológicos específicos que aumentam os méritos (Punya) adquiridos pelas ações executadas. As ações de gratidão (Puja, Homa e outras) podem ser feitas nestes dias para obter um resultado ainda mais favorável. 

Os devotos que desejam progredir em suas atividades profissionais, familiares e pessoais devem agradecer através da meditação e das ofertas de gratidão (Dravyas). Para aqueles que não possuem interesses com as coisas do mundo, ex. celibatários e monges, o agradecimento pode ser feito apenas recitando os Mantras mentalmente. 

Há cinco dias muito auspiciosos para a celebração do dom da vida (Yajña). Seguem abaixo as datas de Yajña, o ideal de perfeição à ser atingido (Devata) em cada uma dessas datas, as palavras de poder (Mantra) e a oferta de gratidão (Dravya). .   

Ekadashi, dia 02 – Dia de lembrar os mais altos ideais: o Yajña e as austeridades espirituais. Mantra: 
 विष्णवे नमः  “Om Viṣṇave Namaḥ” recitado 108 vezes. Dravya: folhas de Tulasi (um tipo de manjericão), leite, flores amarelas.

Chaturdashi, dia 06 – Dia de meditar como um benéfico observador de todas as ações. Mantra: 
 नमः शिवाय  “Om Namaḥ Śivāya” recitado 108 vezes. Dravya: leite, iogurte natural, folhas de Bilva (Aegle Marmelos), flores brancas.

Chaturthi, dia 24 – Dia de remover os obstáculos que para garantir o sucesso em todos os empreendimentos. Mantra:  गणेशाय नमः  “Om Gaṇeśāya Namaḥ  recitado 108 vezes. Dravya: doces, sucos, frutas, flores vermelhas.

Saptami, dia 28 – Dia de agradecer pela boa saúde, boa reputação e harmonia. Mantra:  सूर्यदेवाय नमः  “Om Sūryadevāya Namaḥ”  recitado 108 vezes. Dravya: grãos de arroz, agua fresca, flores vermelhas.

Ashtami, dia 29 – Dia de se fortalecer pra obter alegrias na vida e a Liberação Espiritual (Moksha). Mantra:  काल्यै नमः  “Om Kālyai Namaḥ” recitado 108 vezes. Dravyas: lamparina de cânfora, agua perfumada com cânfora, flores vermelhas (Hibisco).

 

Para a sua Saúde: 
Os três biotipos reconhecidos pelo Ayurveda são Kapha, Pitta e Vata e cada pessoa apresenta uma particular distribuição destes três. Á cada período do ano, de acordo com as mudanças de temperatura, umidade, exposição a luz solar etc ... estes Doshas podem acumular-se, agravar-se ou aliviar-se. Para manter o equilíbrio são recomendados alimentos apropriados e práticas espirituais especificas. Neste mês os Doshas da Medicina Ayurvédica sofrem a seguinte influencia: 

Vata: mantém-se estável. 
Pitta: começa a ter um alivio em seus sintomas.
Kapha: acumula-se e portanto deve-se optar em reduzir o sal na dieta. Aqueles que tem predileção pelas pimentas podem caprichar no seu uso.


Para as Sadhanas e práticas inicáticas:
Para os Sadhakas iniciados as escrituras Tantricas dão uma lista de ocasiões auspiciosas para suas disciplinas espirituais.


कृष्णाष्टमीचतुर्द्दश्यावमावास्याथ पूर्णीमा।
संक्रान्तिः पञ्च पर्वाणि तेषु पुण्यदिनेषु च॥ ८॥
kṛṣṇāṣṭamīcaturddaśyāvamāvāsyātha pūrṇīmā |
saṁkrāntiḥ pañca parvāṇi teṣu puṇyadineṣu ca || 8 ||

“ O oitavo, o décimo-quarto e o Amavasya da quinzena escura, a lua cheia, e o dia de transição do Sol entre os signos são as cinco ocasiões auspiciosas para adoração. " 
Kularnava Tantra, capítulo X verso VIII.


Em Agosto de 2017, conforme a Astrologia Védica, estes dias auspiciosos serão:


dia 06 - Purnima (Lua cheia);
dia 14 – Ashtami (oitavo dia da quinzena escura);
dia 16 – Sankranti (Sol entra no signo de Cancer / Cancer);
dia 19 – Chaturdashi (décimo-quarto dia da quinzena escura);
dia 20 – Amavasya (“Lua Negra”, a noite mais escura do mês lunar);


Para o Sankalpa, a identificação do local e momento ideal para cada ação: 

O mês Védico é usado para estabelecer a data correta de ritos e práticas espirituais. Ele se inicia logo após a Lua Nova e termina na Lua Nova seguinte. Ele é dividido em duas quinzenas: a quinzena clara (Shukla Paksha) que vai da Lua Nova até a Lua Cheia e a quinzena escura (Krishna Paksha) que vai da Lua cheia até a Lua Nova seguinte.

Mêses Védicos: Shravana - do dia 01 até o dia 20. BhadraPada – à partir do dia 21 até o fim do mês.


O ano Védico (Samvatsara) tem sido contato por dois eventos principais: ou o momento no qual o Senhor Krishna deixou seu corpo em 18 de Fevereiro de 3102 a.c., ou seja, o inicio da Era de Ferro (Kali Yuga) ou a vitória na guerra contra os inimigos do Dharma durante o reinado do rei Vikram Aditya que viveu de 102 a.c. até 15 d.c.

Ano 5119 do Kali Yuga, a Era que se iniciou com o desencarne do Senhor Krishna.
Ano 2074 da vitória do Rei Vikram Aditya que derrotou os inimigos do Dharma.


segunda-feira, 17 de julho de 2017

Precauções Espirituais


          Há estudos da atuação de Forças Espirituais (Shakti) como os Tantras, aqueles relacionados as ciências materiais como a eletricidade e até mesmo o estudo de “técnicas de sedução” que prometem conquistar o coração da mulher amada. Estes estudos são coroados pelas atividades práticas relacionadas a eles – o Tantra só é efetivo através da prática das suas disciplinas espirituais (Sadhana), o estudo da eletricidade é útil para iluminar e abastecer casas e industrias, as “técnicas de sedução” só são válidas para se estar ao lado da pessoa amada.

          No uso de forças materiais as pessoas com bom senso entendem as regras envolvidas com bastante clareza, talvez porque uma eventual falha seja visivelmente identificável. No uso de técnicas emocionais, como aquelas do sedutor de nosso exemplo, um desleixo pode não se mostrar óbvio a principio mas seus efeitos podem desgastar um relacionamento ao longo do tempo. Já no caso dos ritos e práticas espirituais o descuido pode levar algum tempo para se manifestar no plano físico e, quando o faz, normalmente não se pode estabelecer uma relação entre ele e os seus resultados com clareza. Como tendência geral podemos observar que quanto mais sutis as forças envolvidas maior é a incidência de descuido devido ao despreparo. Há uma certa irreverência pelo assunto e uma atitude fantasiosa de “tanto faz”.

          Imaginemos se o eletricista abdicar de todos os cuidados de isolamento e correta instalação elétrica, por ter fé na sua apostila de eletricidade – o choque virá, não importa o tamanho de sua fé no livro .... Imaginemos o homem apaixonado que não cativa e não cuida de sua amada porque acredita que “só o seu amor já basta” – ele terminará sozinho por não saber expressar-se, apesar de acreditar ter muito amor ..... Tanto a “fé” quanto o “amor” são aspectos de Iccha Shakti, a Força Espiritual da Vontade. Esta Shakti é somente uma dentre aquelas envolvidas no sucesso (Siddhi) de uma ação humana. As outras são Jñana Shakti, a Força Espiritual do Conhecimento e Kriya Shakti, a Força Espiritual da Ação.

          O choque elétrico e a decepção amorosa nos ensinam que algo tem de ser mudado. Que alguma coisa não “funcionou” a contento. Porém essa capacidade natural de aprender através da experiência é ofuscada por uma ferrenha negação no caso do uso irreverente e inapropriado de forças espirituais. O individuo cegado pelo ego e abastecido com os clichês da vida moderna, que desconhecem o uso de forças espirituais, diz: “Essas coisas não me atingem”, “Sou abençoado”, “Meu deus é o maior” ...... Uma breve observação das condições de vida desses elementos, em geral, já é suficiente para derrubar todas essas fantasias. Negar um problema não faz com que ele deixe de existir.

          Ao lidar com forças espirituais devemos ser tão objetivos quanto seriamos ao lidar com forças físicas perceptíveis e tomar os cuidados necessários. A Magia dos Tantras é uma força maravilhosa mas não é uma força cega e nem está sujeita aos caprichos de nossas crenças. Praticar as disciplinas espirituais (Sadhanas) dos Tantras é descrito naqueles textos como “caminhar no fio de uma espada” ou ainda como “cavalgar um tigre” ,ou seja, não devemos nos render a irreverência e ao descuido. Essas disciplinas são certamente prazerosas e agradáveis mas isso não justifica um descaso com o jeito certo de fazer as coisas da mesma forma que dirigir por uma bela estrada pode ser um prazer mas não deveríamos andar na contramão !

          Há muitos riscos envolvidos na prática de ritos inventados que pegam um pedaço de cada tradição e misturam tudo, da mesma forma que uma costureira pobre pega retalhos de qualquer tipo e tenta fazer um cobertor. Em algum momento o abrigo se rasgará, no trecho mais frágil ...... revelando a precariedade de toda a estrutura. No caso da freqüência de práticas inadequadas há riscos de: alucinações hipnagógicas (causadas por Bhutas), obsessão por entidades mal-intencionadas, má sorte freqüente (causada pela soma de deméritos acumulados e intervenção de seres maliciosos), distúrbios comportamentais e outros.

          As medidas de profilaxia a estes males incluem: recitação do Mantra que lhe foi transmitido; presenciar a execução de ritos regulares, ou seja, ir a Puja, à missa ou qualquer cerimônia tradicional onde a ordem cósmica seja evocada; realizar uma prática regular (diária ou semanal) de limpeza espiritual; manter um local (altar) onde oferendas de gratidão sejam apresentadas. Em situações incomuns onde haja uma sensação antagônica ou de opressão um sacerdote deve ser procurado e o problema deve ser escalonado até uma esfera onde possa ser resolvido através de medidas mais intensas.

Que Mãe Kali nos abençoe.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Datas Auspiciosas de Julho de 2017

Aspectos Gerais:
Os Adityas responsáveis por esta estação, Hemanta (Inverno), são: Pushan – que representa a confiança entre os homens, assim como o senso de segurança. Está relacionado ao cuidado em prover a alimentação e as necessidades básicas; e Shakra – A confiança na providencia divina, ou seja, a determinação e disciplina para realizar cada rito e cada atividade a seu tempo.

Os Adityas são a personificação dos conceitos morais e éticos, nascidos da Grande Deusa Aditi. Eles são 12 ao todo, sempre em pares, um rege a inter-relação entre os homens e o outro rege a relação entre os homens e as formas da Divindade. Eles nos sugerem as virtudes que deveríamos cultivar no período.

Segundo a Astrologia Védica, este mês de Julho teremos o ingresso de Angaraka Deva (o planeta Marte) no signo de Cancer. Este aspecto acontecerá no dia 11. Recomenda-se a recitação do Mantra adequado. Duvidas ? entre em contato com o Rudra - rudrananda@kaulatantra.org


Para o seu bem-estar e prosperidade: 



विष्णुः शिवोगणेशोर्कोदुर्गा पञ्चैवदेवताः  ।
आराध्याः सिद्धिकामेन तत्तन्मन्त्रैर्यथो दितम्  ॥ १०२  ॥
viṣṇuḥ śivogaṇeśorkodurgā pañcaivadevatāḥ   |
ārādhyāḥ siddhikāmena tattanmantrairyatho ditam   || 102   ||
“ O Senhor Vishnu, Shiva, Ganesha, Surya Deva e a Deusa são as cinco Deidades que, quando propiciadas através dos Mantras, garantem a realização de todos os desejos. “
Mantra MahoDadhi, capitulo I, verso 102

Existem dias que são especiais para a realização de disciplinas espirituais pois neles acontecem momentos astrológicos específicos que aumentam os méritos (Punya) adquiridos pelas ações executadas. As ações de gratidão (Puja, Homa e outras) podem ser feitas nestes dias para obter um resultado ainda mais favorável. 

Os devotos que desejam progredir em suas atividades profissionais, familiares e pessoais devem agradecer através da meditação e das ofertas de gratidão (Dravyas). Para aqueles que não possuem interesses com as coisas do mundo, ex. celibatários e monges, o agradecimento pode ser feito apenas recitando os Mantras mentalmente. 

Há cinco dias muito auspiciosos para a celebração do dom da vida (Yajña). Seguem abaixo as datas de Yajña, o ideal de perfeição à ser atingido (Devata) em cada uma dessas datas, as palavras de poder (Mantra) e a oferta de gratidão (Dravya). .   

Ekadashi, dia 04 – Dia de lembrar os mais altos ideais: o Yajña e as austeridades espirituais. Mantra: 
 विष्णवे नमः  “Om Viṣṇave Namaḥ” recitado 108 vezes. Dravya: folhas de Tulasi (um tipo de manjericão), leite, flores amarelas.

Chaturdashi, dia 07 – Dia de meditar como um benéfico observador de todas as ações. Mantra: 
 नमः शिवाय  “Om Namaḥ Śivāya” recitado 108 vezes. Dravya: leite, iogurte natural, folhas de Bilva (Aegle Marmelos), flores brancas.

Chaturthi, dia 26 – Dia de remover os obstáculos que para garantir o sucesso em todos os empreendimentos. Mantra:  गणेशाय नमः  “Om Gaṇeśāya Namaḥ  recitado 108 vezes. Dravya: doces, sucos, frutas, flores vermelhas.

Saptami, dia 29 – Dia de agradecer pela boa saúde, boa reputação e harmonia. Mantra:  सूर्यदेवाय नमः  “Om Sūryadevāya Namaḥ”  recitado 108 vezes. Dravya: grãos de arroz, agua fresca, flores vermelhas.

Ashtami, dia 30 – Dia de se fortalecer pra obter alegrias na vida e a Liberação Espiritual (Moksha). Mantra:  काल्यै नमः  “Om Kālyai Namaḥ” recitado 108 vezes. Dravyas: lamparina de cânfora, agua perfumada com cânfora, flores vermelhas (Hibisco).

 

Para a sua Saúde: 
Os três biotipos reconhecidos pelo Ayurveda são Kapha, Pitta e Vata e cada pessoa apresenta uma particular distribuição destes três. Á cada período do ano, de acordo com as mudanças de temperatura, umidade, exposição a luz solar etc ... estes Doshas podem acumular-se, agravar-se ou aliviar-se. Para manter o equilíbrio são recomendados alimentos apropriados e práticas espirituais especificas. Neste mês os Doshas da Medicina Ayurvédica sofrem a seguinte influencia: 

Vata: mantém-se estável. 
Pitta: começa a ter um alivio em seus sintomas.
Kapha: acumula-se e portanto deve-se optar em reduzir o sal na dieta. Aqueles que tem predileção pelas pimentas podem caprichar no seu uso.


Para as Sadhanas e práticas inicáticas:
Para os Sadhakas iniciados as escrituras Tantricas dão uma lista de ocasiões auspiciosas para suas disciplinas espirituais.


कृष्णाष्टमीचतुर्द्दश्यावमावास्याथ पूर्णीमा।
संक्रान्तिः पञ्च पर्वाणि तेषु पुण्यदिनेषु च॥ ८॥
kṛṣṇāṣṭamīcaturddaśyāvamāvāsyātha pūrṇīmā |
saṁkrāntiḥ pañca parvāṇi teṣu puṇyadineṣu ca || 8 ||

“ O oitavo, o décimo-quarto e o Amavasya da quinzena escura, a lua cheia, e o dia de transição do Sol entre os signos são as cinco ocasiões auspiciosas para adoração. " 
Kularnava Tantra, capítulo X verso VIII.


Em Julho de 2017, conforme a Astrologia Védica, estes dias auspiciosos serão:


dia 08 - Purnima (Lua cheia);
dia 16 – Sankranti (Sol entra no signo de Cancer / Cancer);
dia 16 – Ashtami (oitavo dia da quinzena escura);
dia 21 – Chaturdashi (décimo-quarto dia da quinzena escura);
dia 22 – Amavasya (“Lua Negra”, a noite mais escura do mês lunar);



Para o Sankalpa, a identificação do local e momento ideal para cada ação: 
O mês Védico é usado para estabelecer a data correta de ritos e práticas espirituais. Ele se inicia logo após a Lua Nova e termina na Lua Nova seguinte. Ele é dividido em duas quinzenas: a quinzena clara (Shukla Paksha) que vai da Lua Nova até a Lua Cheia e a quinzena escura (Krishna Paksha) que vai da Lua cheia até a Lua Nova seguinte.

Mêses Védicos: Ashadha - do dia 01 até o dia 22. Shravana – à partir do dia 23 até o fim do mês.


O ano Védico (Samvatsara) tem sido contato por dois eventos principais: ou o momento no qual o Senhor Krishna deixou seu corpo em 18 de Fevereiro de 3102 a.c., ou seja, o inicio da Era de Ferro (Kali Yuga) ou a vitória na guerra contra os inimigos do Dharma durante o reinado do rei Vikram Aditya que viveu de 102 a.c. até 15 d.c.

Ano 5119 do Kali Yuga, a Era que se iniciou com o desencarne do Senhor Krishna.
Ano 2074 da vitória do Rei Vikram Aditya que derrotou os inimigos do Dharma.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Representações da Divindade






“ Da mesma forma que o leite que é produzido através do corpo inteiro de uma vaca só é extraído através de suas tetas, o Supremo Atman, apesar de omnipresente, só se manifesta através das representações da Divindade.

Os Tantras enumeram 16 possiveis representações: 1. o fogo (* como numa cerimônia de fogo), 2. a água (* instalação de uma Kalasha), 3. num Linga, 4. Yantra, 5. num pote ou altar cavado, 6. gravura (पट  - pintura em tecido), 7. Mandala purificada, 8. numa lança ou Trishula  9. Yantra permanente, 10. Yantra temporário, 11. num pedestal (* ou trono), 12. Murti, 13. nas cinzas de uma cerimônia de fogo, 14. num ponto central, 15. coração, 16. numa representação de uma cabeça.

O Sadhaka é instruído a adorar em qualquer uma destas representações da Divindade de acordo com suas qualificações. Todas estas são extremamente positivas para se alcançar Yoga Siddhi, ou seja, sucesso no Yoga. Com o auxilio do Dharana (concentração mental) o Ishta Devata, a Deidade escolhida, se manifesta na representação da Divindade.

As representações da Divindade são extremamente benéficas ao Mantra Yoga. Descrições detalhadas das representações da Divindade foram reveladas nos Vedas e nos Tantras. É adequado iniciar-se a adoração somente após a evocação da Deidade nas suas representações. Porém tanto a evocação (Avahana/Svagatam) quanto a despedida (Visarjana) não são necessárias no caso de uma Murti ou representação permanente, no fogo purificado pelos rituais e na água. “
MantraYoga Samhita, tema 47

Na foto: um Shaiva Sadhaka, ou seja, um praticante dos Mantras do Senhor Shiva abraçado ao Shiva Linga durante a cerimônia de Vibhuti Abhisheka, o sagrado banho de cinzas.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Falsas Acusações



               Namaste. Um fato muito freqüente e comum na vida de um iniciado é ser alvo de falsas acusações. Em algum momento, por força das suas disciplinas espirituais (Sadhanas), haverá o ataque de acusadores. Estas acusações são sintomas de “Vighna-Ganas”, ou seja, de “serviçais da obstrução”. Muitos Mantras são dedicados a superar a atuação destes Vighna-Ganas que tem Ganesha como seu senhor. O objetivo destes obstrutores é retirar o foco do Sadhaka de suas disciplinas espirituais e desaloja-lo do centro de sua Mandala pessoal, que representa o mapa de suas prioridades em vida. Ao tentar distrair o iniciado, os acusadores buscam colocar a preocupação com a própria reputação como prioridade de uma vida. Se o Sadhaka for vencido neste ataque o (pequeno) ego toma o lugar das mais altas inspirações e do Ideal de Perfeição (Ishta Devata) e, assim, ele perde uma parte de sua força espiritual (Shakti) e de seus méritos (Punya).






               O Sadhaka não deve ter seu foco na reação à acusação mas apenas na exposição dos fatos de maneira impessoal, clara e racional. Não se deve também permitir ao acusador o acesso a sua vida pessoal através do comentário de dados íntimos. Ao agir desta forma o Sadhaka estaria apenas abrindo suas defesas e oferecendo elementos para novos ataques futuros. Reagir a uma falsa acusação é abdicar de sua liberdade e autonomia (Aishvarya) em nome de valores e/ou perspectivas de terceiros. Se após a exposição dos fatos o acusador continuar suas atividades fica claro que o que está em jogo não é uma “busca pela verdade” mas sim a tentativa de tirar o Sadhaka de seu foco. Então começa a parte interessante, ;) . Os Vighna-Ganas são valiosos serviçais na limpeza da Mandala pessoal do iniciado. É também através das falsas acusações que se separam os elementos que tem afinidade com a vida espiritual dos demais que querem apenas satisfação egóica. Portanto devemos deixar os acusadores livres para fazer seu serviço de limpeza. Esta técnica espiritual (Kriya) é exemplificada no Ocidente através do livro do Levitico (um dos que compõem o conjunto conhecido como “bíblia”). Lá um bode branco e puro, cheio de méritos (Punya) e livre de demérito (Papa) é oferecido em sacrifício ao deus Jeová enquanto um bode negro carregado de culpa e de acusações é deixado livre para vagar e fazer o seu “serviço”, ou seja, limpar o campo de ação de elementos indesejados e auxiliar os iniciados a fortalecer o seu foco nas atividades que acumulam méritos espirituais (Punya).

               Conheci um iniciado que não havia sido abençoado com a presença de acusadores a sua volta e que inventava e divulgava falsas acusações contra si-mesmo. ;) Isso é relativamente fácil num mundo virtual .... Após a divulgação das mentiras ele “amaldiçoava” seus alunos que não haviam defendido-o e informava que a “maldição” só seria removida através da recitação de 108 repetições do Gayatri Mantra. Ahhh, que doce brincadeira. Tal qual um carinhoso pai que se veste de coelho e esconde os ovos de chocolate no festival da segunda Lua cheia após o Carnaval, e depois deixa as crianças correrem para achar as guloseimas, ele se dava ao trabalho de criar toda uma encenação para estimular seus alunos a recitar o Gayatri. Este é um exemplo do universo das Lilas, dos passatempos espirituais, presentes nos Tantras e que são difíceis de entender sob a perspectiva do não-iniciado (Pashu).

               Há uma narrativa interessante no Dharma que nos leva a reflexão sobre Karma e o “jogo” de acumulo de mérito (Punya) e demérito (Papa). Havia uma pequena aldeia onde moravam um sacerdote (Brahmane) e uma prostituta. O Brahmane ficava indignado com o comportamento da mulher que não tinha meios para seu sustento e lhe disse: - “A cada homem que entrar em sua casa eu colocarei uma pedra ao lado desta arvore”. Desta forma o Brahmane abriu mão de suas disciplinas espirituais e passou a se dedicar apenas a buscar as falhas no comportamento da mulher. Enquanto isso. ela ficava em sua casa recitando o Mantra do Senhor Shiva, pedindo perdão por seu demérito (Papa) ao ver a montanha de pedras que se acumulava ao lado da arvore. No momento devido, o Senhor Yama, o Deus da Morte, enviou seus emissários para buscar o Brahmane e a prostituta. No julgamento das almas, que é feito através das ações realizadas, Yama destinou o Brahmane a uma estadia no inferno até a sua próxima reencarnação e deu a prostituta um período num dos paraísos celestiais até que chegasse o momento de sua reencarnação. Diante disso o Brahmane protestou desesperadamente e Yama lhe explicou que enquanto ele havia abandonado seus deveres (uma vida de ação e Aishvarya) para apenas observar e acusar a prostituta (uma vida de reação e sem autonomia), ela se dedicava ativamente a propiciar o Senhor Shiva através de seus Mantras e, devido a esta disciplina espiritual, ela atraiu sobre si todos os méritos acumulados pelo Brahmane e assim conquistou um destino melhor.

               Não nos incomodemos com aqueles que espalham falsas acusações, não devemos entrar em estado de afinidade com seu ódio e espírito de obstrução. Que eles façam seu serviço de limpeza de nossa Mandala pessoal enquanto nos dedicamos a atividades mais importantes. Jaya Maa.


domingo, 28 de maio de 2017

Datas Auspiciosas de Junho de 2017


Aspectos Gerais:
Os Adityas responsáveis por esta estação, Hemanta (Inverno), são: Pushan – que representa a confiança entre os homens, assim como o senso de segurança. Está relacionado ao cuidado em prover a alimentação e as necessidades básicas; e Shakra – A confiança na providencia divina, ou seja, a determinação e disciplina para realizar cada rito e cada atividade a seu tempo.

Os Adityas são a personificação dos conceitos morais e éticos, nascidos da Grande Deusa Aditi. Eles são 12 ao todo, sempre em pares, um rege a inter-relação entre os homens e o outro rege a relação entre os homens e as formas da Divindade. Eles nos sugerem as virtudes que deveríamos cultivar no período.

Segundo a Astrologia Védica, este mês teremos o ingresso de Shani Deva (o planeta Saturno) no signo de Escorpião. Shani estará retrógrado, ou seja, em aparente movimento contrário e isso é considerado um fator que acentua os seus efeitos. Este aspecto acontecerá no dia 21 e se estenderá até o mês de Outubro. Recomenda-se a recitação do Mantra adequado. Duvidas ? entre em contato com o Rudra - rudrananda@kaulatantra.org


Para o seu bem-estar e prosperidade: 


विष्णुः शिवोगणेशोर्कोदुर्गा पञ्चैवदेवताः  ।
आराध्याः सिद्धिकामेन तत्तन्मन्त्रैर्यथो दितम्  ॥ १०२  ॥
viṣṇuḥ śivogaṇeśorkodurgā pañcaivadevatāḥ   |
ārādhyāḥ siddhikāmena tattanmantrairyatho ditam   || 102   ||
“ O Senhor Vishnu, Shiva, Ganesha, Surya Deva e a Deusa são as cinco Deidades que, quando propiciadas através dos Mantras, garantem a realização de todos os desejos. “
Mantra MahoDadhi, capitulo I, verso 102

Existem dias que são especiais para a realização de disciplinas espirituais pois neles acontecem momentos astrológicos específicos que aumentam os méritos (Punya) adquiridos pelas ações executadas. As ações de gratidão (Puja, Homa e outras) podem ser feitas nestes dias para obter um resultado ainda mais favorável. 

Os devotos que desejam progredir em suas atividades profissionais, familiares e pessoais devem agradecer através da meditação e das ofertas de gratidão (Dravyas). Para aqueles que não possuem interesses com as coisas do mundo, ex. celibatários e monges, o agradecimento pode ser feito apenas recitando os Mantras mentalmente. 

Há cinco dias muito auspiciosos para a celebração do dom da vida (Yajña). Seguem abaixo as datas de Yajña, o ideal de perfeição à ser atingido (Devata) em cada uma dessas datas, as palavras de poder (Mantra) e a oferta de gratidão (Dravya). .   

Ashtami, dias 01 e 30 – Dia de se fortalecer pra obter alegrias na vida e a Liberação Espiritual (Moksha). Mantra:  काल्यै नमः  “Om Kālyai Namaḥ” recitado 108 vezes. Dravyas: lamparina de cânfora, agua perfumada com cânfora, flores vermelhas (Hibisco). .

Ekadashi, dia 04 – Dia de lembrar os mais altos ideais: o Yajña e as austeridades espirituais. Mantra:  विष्णवे नमः  “Om Viṣṇave Namaḥ” recitado 108 vezes. Dravya: folhas de Tulasi (um tipo de manjericão), leite, flores amarelas.

Chaturdashi, dia 07 – Dia de meditar como um benéfico observador de todas as ações. Mantra:  नमः शिवाय  “Om Namaḥ Śivāya” recitado 108 vezes. Dravya: leite, iogurte natural, folhas de Bilva (Aegle Marmelos), flores brancas.

Chaturthi, dia 27 – Dia de remover os obstáculos que para garantir o sucesso em todos os empreendimentos. Mantra:  गणेशाय नमः  “Om Gaṇeśāya Namaḥ  recitado 108 vezes. Dravya: doces, sucos, frutas, flores vermelhas.

Saptami, dia 29 – Dia de agradecer pela boa saúde, boa reputação e harmonia. Mantra:  सूर्यदेवाय नमः  “Om Sūryadevāya Namaḥ”  recitado 108 vezes. Dravya: grãos de arroz, agua fresca, flores vermelhas.

 
Para a sua Saúde: 
Os três biotipos reconhecidos pelo Ayurveda são Kapha, Pitta e Vata e cada pessoa apresenta uma particular distribuição destes três. Á cada período do ano, de acordo com as mudanças de temperatura, umidade, exposição a luz solar etc ... estes Doshas podem acumular-se, agravar-se ou aliviar-se. Para manter o equilíbrio são recomendados alimentos apropriados e práticas espirituais especificas. Neste mês os Doshas da Medicina Ayurvédica sofrem a seguinte influencia: 

Vata: mantém-se estável. 
Pitta: começa a ter um alivio em seus sintomas.
Kapha: acumula-se e portanto deve-se optar em reduzir o sal na dieta. Aqueles que tem predileção pelas pimentas podem caprichar no seu uso.


Para as Sadhanas e práticas inicáticas:
Para os Sadhakas iniciados as escrituras Tantricas dão uma lista de ocasiões auspiciosas para suas disciplinas espirituais.
कृष्णाष्टमीचतुर्द्दश्यावमावास्याथ पूर्णीमा।
संक्रान्तिः पञ्च पर्वाणि तेषु पुण्यदिनेषु च॥ ८॥
kṛṣṇāṣṭamīcaturddaśyāvamāvāsyātha pūrṇīmā |
saṁkrāntiḥ pañca parvāṇi teṣu puṇyadineṣu ca || 8 ||

“ O oitavo, o décimo-quarto e o Amavasya da quinzena escura, a lua cheia, e o dia de transição do Sol entre os signos são as cinco ocasiões auspiciosas para adoração. " 
Kularnava Tantra, capítulo X verso VIII.

Em Junho de 2017, conforme a Astrologia Védica, estes dias auspiciosos serão:

dia 08 - Purnima (Lua cheia);
dia 15 – Sankranti (Sol entra no signo de Gemini / Gemeos);
dia 17 – Ashtami (oitavo dia da quinzena escura);
dia 22 – Chaturdashi (décimo-quarto dia da quinzena escura);
dia 23 – Amavasya (“Lua Negra”, a noite mais escura do mês lunar);

Para o Sankalpa, a identificação do local e momento ideal para cada ação: 
Mêses Védicos: Jyeshtha - do dia 01 até o dia 24. Ashadha – à partir do dia 25.