domingo, 8 de julho de 2012

Samadhi - Extase Místico





Samadhi - Extase Místico


Existem três tipos de Samadhi. O Bhava Samadhi é uma atitude, uma intensidade de consciência, uma contemplação sobre o objeto de seu amor. Em Bhava Samadhi existem três coisas: o sujeito – Aham, o objeto – Tvam e a relação entre eles, por exemplo, “Eu sou seu devoto” ou “Eu amo você”. Existem dois tipos deste Samadhi descritos na literatura Sânscrita. O primeiro é Salokya. “Loka” significa mundo. Para nós ele significa um paradigma de realidade. “Sa” significa com ou no mesmo mundo: em proximidade imediata um ao outro, no mesmo paradigma de realidade ou “estar juntos”. Isto pode ser físico ou metafísico, mas existe este “estar juntos”. Você está no mesmo plano de realidade junto ao objeto de seu amor.

O segundo tipo de Bhava Samadhi é chamado Samipya. Da mesma forma que Tu fazes, assim eu também o faço. Nós estamos realizando o mesmo Karma. Eu vejo à Ti, a Deusa, sentada lá realizando pranayama, insuflando amor em todo o Universo, e eu estou aqui realizando o mesmo pranayama, recitando o mesmo mantra, respirando o mesmo amor no Universo. Tu e eu somos UM na realização da mesma atividade. Estes são os dois tipos de Bhava Samadhi.

O segundo tipo de Samadhi é chamado Savikalpa Samadhi, que significa “com uma forma que pode ser imaginada”. “Sa” significa com e “Vikalpa” é com um idéia. Savikalpa é com a idéia de que eu e você somos entidades separadas e distintas. Savikalpa possue dois tipos de Samadhi. “Sarupa” que significa com forma. Eu tenho a idéia de que a Tua forma e a minha forma são semelhantes. Eu olho para você e é como se eu estivesse olhando num espelho. Tu e eu temos a mesma forma. Eu tenho uma idéia de Aham-Tvam, separação entre Tu e eu, mas a relação é implícita. No Bhava Samadhi (o primeiro tipo) existem três coisas: sujeito, objeto e a relação entre eles. No Savikalpa Samadhi existem apenas duas coisas, sujeito e objeto. A relação não é intelectual. Intuitivamente, eu vejo Sarupa, eu vejo a forma. Eu estou olhando num espelho. Eu vejo à Ti, minha Divindade, meu reflexo perfeito.

“Sadristi” significa com percepção. Da mesma maneira que eu estou percebendo à Ti, Tu estás me percebendo. Qual dos dois é a realidade, e qual é o reflexo ? Quem pode dizer ? Não há mais ninguém. Não há nenhuma outra relação pela qual definir.

O terceiro tipo de Samadhi é chamado Nirvikalpa Samadhi. “Nir” significa água: com a idéia de água. A água está sempre em equilíbrio, ela está sempre equilibrada. Ela está sempre em harmonia. “Nir” também significa sem – sem uma idéia. Existe apenas uma forma de Nirvikalpa Samadhi chamada “Sayuja”. “Yuja” significa união. “Sa” significa com: a perfeição da união. Nirvikalpa tanto significa “com a idéia de equilíbrio perfeito” quanto significa “sem nenhuma idéia”. Há os dizeres Védicos “Aham Brahmasmi” ou “Tat Tvam asi”. Tudo é Aham ou tudo é Tvam. Não há uma outra opção. No Nirvikalpa Samadhi existe um aspecto chamado “Sayuga”. Com união. Não há dualidade, não há nenhuma separação. Nós somos Um.

Bhava, Savikalpa, Nirvikalpa, Salokya, Samipya, Sarupa, Sadrsiti, Sayuja. Estas são as diferentes formas de Prakasha. Salokya é estar no mesmo paradigma de realidade. Samipya é estar na mesma atividade. Sarupa é ter a mesma aparência. Sadristi é ter a mesma percepção. Sayuja significa que nós somos o mesmo. Estes são os cinco tipos de Prakasha, de iluminação, experienciados na meditação.

Trecho do estudo da escritura Chandi Path comentado por Swami Satyananda Saraswati

Nenhum comentário: